Vendemmia

Boas-vindas ao WordPress. Esse é o seu primeiro post. Edite-o ou exclua-o, e então comece a escrever!

Tecnologia na cadeia logística traz mais eficiência e integração

Inovações no setor passam por toda a cadeia e tornam os processos mais ágeis e seguros

 

A evolução da tecnologia está cada vez mais rápida e faz com que a maneira como o mundo realiza seus negócios também mude. Em pouco tempo, o uso de ferramentas tecnológicas se tornou imprescindível em empresas de diversos setores e, principalmente, no segmento logístico. Isso porque a preocupação com o prazo de entrega de produtos e mercadorias passou a ser não apenas um diferencial, mas uma exigência do mercado. A corrida é para que esse processo seja não apenas acelerado, como também feito com mais visibilidade e transparência. 

 

Os avanços, assim, acabam beneficiando todas as áreas do setor de logística: transporte rodoviário, transporte internacional (marítimo e aéreo), gerenciamento da cadeia de suprimentos e rastreamento de remessas. Com mais tecnologia, toda a cadeia fica mais precisa e rápida. O impacto nos processos e na gestão já está sendo sentido por empresas que adotaram inovações em parte ou até em toda a cadeia logística. 

Mudanças na gestão de estoque

Um ponto do setor cada vez mais impulsionado pela tecnologia é o armazenamento. Dessa forma, profissionais e equipes estão trabalhando para cortar custos, otimizar operações e melhorar a eficiência geral da cadeia de suprimentos. Graças ao desenvolvimento da tecnologia, as operações de estoque já podem ser feitas de maneira bem diferente do que costumavam ser tempos atrás.

 

Um exemplo está na operação com WMS (Warehouse Management System). Trata-se de uma ferramenta para controlar e gerenciar as operações do dia a dia de um estoque. O software WMS orienta o recebimento e armazenamento do estoque, otimiza a coleta e o envio de pedidos e aconselha sobre a reposição de itens e produtos. Outra inovação que mudou bastante a estrutura do setor foi a implantação do sistema de etiquetas inteligentes RFID (Sistema de Identificação por Radiofrequência).

 

Empresas que adotam esse sistema conseguem disponibilizar controle de estoque físico e fiscal, rastreamento de produtos por meio de etiquetas de RFID e código de barras, sistema de endereçamento e localização automática, processamento de recebimento, armazenagem, separação (picking), expedição e retornos ou devoluções de produtos com uso de coletores de dados.


Mais facilidade e eficiência nos rastreamentos

Essa automação dos processos também diminui falhas e erros, tornando os processos mais ágeis e eficientes. Por exemplo, a tecnologia RFID tem simplificado o rastreamento de estoques das empresas. Uma etiqueta ou sensor é colocado no produto e as ondas de rádio são enviadas. Os dados, por sua vez, são então recebidos e processados pela empresa. Hoje, muitas empresas estão usando etiquetas RFID em seus depósitos de distribuição para monitorar contêineres. 


A nova tecnologia acabou aumentando a eficiência e a agilidade em todo processo de rastreamento, minimizando custos e evitando erros. Esses avanços beneficiam áreas estratégicas, como transporte rodoviário, marítimo e aéreo, permitindo maior controle de remessas. Essa diferença se mostra ainda mais eficiente quando pensamos em logística integrada.


Integração e automatização

Um exemplo dessas vantagens no 4PL está na Vendemmia, que desenvolveu uma nova plataforma digital que integra as informações da cadeia de suprimentos e permite o acompanhamento de todo o processo logístico à distância e em tempo real. Com isso, é possível monitorar desde planejamento, compra, importação, armazenamento e expedição até o transporte final por meio de um mesmo sistema. A tecnologia da plataforma ainda se conecta aos sistemas do governo e de prestadores de serviços e captura esse volume de dados, centralizando em um único local e em tempo real, oferecendo maior rastreabilidade, transparência e visibilidade de toda a cadeia logística.

 

 

“Por meio das empresas do grupo, já vínhamos atuando nos diferentes elos da cadeia logística, porém de forma independente. Percebemos a importância e o valor que poderíamos agregar aos nossos clientes com a integração destes serviços dentro de uma plataforma unificada que oferecesse visibilidade e transparência do início ao fim do processo”, explica Rafael Puglia, sócio-fundador da Vendemmia.

 


Respostas em tempo real

O uso da tecnologia é o que permite oferecer soluções customizadas a cada cliente, já que utiliza ferramentas integradas aliadas a um conhecimento especializado. Para a Vendemmia, a importância disso está no fato de que cada segmento de mercado possui legislação específica e logística diferenciada. Sendo assim, a empresa investiu também em canais automatizados de interação, o chamado machine learning.

 

 

Essa tecnologia diz respeito à capacidade de um sistema de aprender e processar conjuntos de dados por si mesmo, sem intervenção humana. Algoritmos e técnicas complexas, como regressão e agrupamento supervisionado, entre outras, são usados para implementar modelos de aprendizado de máquina. Isso permite aos clientes solicitar informações sobre o andamento de seus processos logísticos, de importação e exportação, com retorno imediato. Toda a cadeia, assim, acaba se beneficiando das inovações, tornando o processo melhor, mais eficiente e menos oneroso.

 


Leia mais assuntos:

×