Vendemmia

Boas-vindas ao WordPress. Esse é o seu primeiro post. Edite-o ou exclua-o, e então comece a escrever!

Como mensurar o desempenho logístico

Entenda a importância e quais são os principais indicadores para acompanhar

A qualidade e a melhoria contínua de supply chain exigem a correta mensuração de seu desempenho para que possamos ter certeza de que as operações estão lucrativas e focadas no cliente. Ao analisarmos o desempenho de uma operação logística para avaliar a eficiência e a produtividade dessa cadeia, garantimos também a competitividade da empresa.

 

Dessa forma, é possível medir todas as atividades realizadas ao longo do processo logístico. O principal objetivo desta ação é conhecer o estado de todas as etapas, assim como sua evolução, para que seja possível tomar melhores decisões quanto à eficiência, despesas, prazos e satisfação do cliente.

Key Performance Indicators (KPI)

Para chegar aos resultados, são utilizadas as chamadas KPIs, sigla para Key Performance Indicators (Indicadores Chave de Performance, em tradução direta). Trata-se da medida de desempenho usada por gerentes de logística para rastrear, monitorar, visualizar e otimizar todos os processos logísticos relevantes de maneira eficiente. Entre outras ações, essas medidas referem-se a aspectos do transporte, estoque e cadeia de abastecimento.

 

Como em qualquer atividade comercial, as operações do supply chain precisam se concentrar essencialmente na melhoria contínua para competir no mercado. A questão está em como saber se o desempenho da sua cadeia de suprimentos é satisfatório ou se está melhorando ou piorando. É aí que entram as KPIs.

 

O uso de KPIs para medição de desempenho garante que sua empresa esteja sempre avaliando a atividade de negócios em relação a um benchmark estático. Isso torna as flutuações imediatamente visíveis e, se o desempenho se mover na direção errada, você pode responder rapidamente.


Principais indicadores

Para ter dados completos de todo processo logístico, é necessário avaliar KPIs relacionadas a todas as etapas do supply chain. As mais importantes para mensurar o desempenho logístico são:

 

  • Tempo de envio: aponta possíveis problemas no processo de atendimento de seu pedido. Para isso, é preciso identificar a proporção que foram enviados na data de envio solicitada, ou antes, dividido pelo número total de pedidos.

 

  • Precisão do pedido: monitora o grau de incidentes. Ele mede a quantidade de pedidos que são processados, enviados e entregues sem nenhum incidente no caminho. Quanto mais alta for essa taxa, melhor para o negócio.

 

  • Tempo de entrega: acompanha o tempo médio de entrega. Ele é medido a partir do momento em que o pedido é feito para envio e é entregue ao cliente/correio. Esta é uma KPI que serve para precisar o máximo possível a qualidade do serviço.

 

  • Custos de transporte: analisa todos os custos, desde a colocação do pedido até a entrega. Para isso, calcula o total das despesas envolvidas no processamento de um pedido do início ao fim. O objetivo é diminuir os custos de transporte, mantendo uma alta qualidade de entrega.

 

  • Custos de armazenagem: otimiza as despesas de seu estoque. Refere-se ao dinheiro alocado às mercadorias movidas para dentro ou fora do depósito. Mensurar estes custos facilita a gestão geral e ajuda a reduzir gastos.

 

  • Número de remessas: identifica quantos pedidos são enviados. Esta KPI fornecerá mais informações que podem ser utilizadas para otimizar outras métricas de logística, como as relacionadas à entrega.

 

  • Precisão do estoque: evita problemas devido ao estoque impreciso. Ela garante que as práticas de contabilidade estejam em ordem e que o negócio seja confiável, prevenindo problemas de itens fantasma.


Tecnologia e ferramentas analíticas

Todas as métricas demandam também o uso correto de tecnologia que auxiliam a execução, a automação e o controle dos processos, fornecendo informações em tempo real e permitindo a tomada de decisões em tempo hábil. Sendo assim, o investimento em sistemas que forneçam as KPIs desejadas é extremamente necessário para todo gerenciamento logístico. 

 

As ferramentas analíticas, com isso, passam a ter um papel fundamental dentro do supply chain. Por isso, um fornecedor 4PL acaba sendo uma vantagem também para mensurar o desempenho logístico, já que gerencia toda a cadeia de suprimentos e pode ter uma visão completa de todo o processo. 

 

A Vendemmia, por exemplo, atua com logística integrada e é a única do setor que consegue operar por meio de estruturas próprias (importação, transporte e armazenagem). Porém, além disso, também possui tecnologia para medir as KPIs essenciais do setor por meio da ferramenta de acompanhamento de embarques Vendemmia Analytics.


A ferramenta concentra todas as informações logísticas dos processos contratados, além de permitir uma comunicação rápida com os clientes e acompanhamento real time de todo o fluxo em um único ambiente. Os resultados da análise desses dados permitem que a empresa entenda quais processos precisam otimizar ou mesmo automatizar, assim como quais podem obter melhor eficiência e o que é improdutivo.


Leia mais assuntos: