Vendemmia

5 processos logísticos que aumentam a eficiência e reduzem custos

Veja como melhorar sua operação logística e os benefícios de uma gestão especializada

O primeiro bimestre de 2022 contou com grande aumento de preço dos combustíveis em todo território brasileiro e seu impacto no transporte e em diversos outros setores afetou diretamente a economia. Para driblar este e outros obstáculos, empresas estão tendo cada vez mais que melhorar a eficiência de seus processos. Um dos mais importantes é, sem dúvida, a operação logística. 

 

A logística é um componente essencial da gestão da cadeia de suprimentos e envolve planejamento, execução e gerenciamento de bens, serviços e informações, desde a origem até o destino. Assim, inclui processos como gestão de tráfego e transporte, expedição e recebimento, operações de importação e exportação, armazenagem, gestão de estoques, compras e planejamento da produção, entre outros.

Portanto, com uma boa gestão, a empresa agiliza processos, controle, coordenação e monitoramento dos recursos necessários para movimentar as mercadorias de maneira rápida, segura e econômica. É a operação logística eficaz, portanto, que possibilita aumentar a produtividade da empresa, impactando diretamente em um melhor processo de vendas e controle das mercadorias, prazos, entregas e fretes.

Mais eficiência, menos custos

A logística, dessa forma, é determinante no gerenciamento da relação entre o controle da cadeia de suprimentos e a demanda pela mercadoria justamente porque permite aumento considerável da eficiência de todo o processo. Com isso, estratégias de logística de negócios inteligentes ajudam a reduzir a gordura em muitas despesas de transporte e armazenamento anteriormente negligenciadas. 

 

Por meio de ações como gerenciamento de estoque e previsão de demanda, as organizações podem personalizar programações de remessa de entrada e saída muito mais estratégicas, métodos de remessa, rotas e muito mais. Algo que, por sua vez, permite que economia de recursos financeiros, assim como sua alocação para outros setores ou demandas. 

 

A distribuição e o gerenciamento de recursos são uma variável definidora da vantagem competitiva de sua organização. Quanto mais econômico você puder mover e armazenar suas mercadorias, mais lucro você poderá obter ao fim de todo o processo. Aproveitar os benefícios de um bom planejamento logístico, dessa maneira, garante que você tenha não apenas mais eficiência, como também reduza os gastos para melhorar sua saúde financeira. 

 

Para que isso seja possível, é necessário que seus processos logísticos sejam cada vez mais especializados. Esse aumento de eficiência e redução de custos podem ser obtidos em especial quando olhamos para cinco processos:

1 - Gestão de estoque

Existem diversas maneiras de trabalhar um estoque, mas é consenso entre especialistas que o controle manual é mais suscetível a problemas. Desde a necessidade de processar pedidos de cada canal de vendas separadamente até verificações manuais regulares para que você possa ajustar seus níveis de estoque em cada plataforma, tudo isso leva um tempo significativo, que poderia ser gasto para cuidar de questões mais diretas de seu negócio. 

 

O tempo necessário para reconciliar essas informações também pode resultar em falta de visibilidade dos níveis de estoque em tempo real, atrasos na reordenação quando os níveis de estoque estão baixos e, portanto, rupturas de estoque e vendas perdidas. Sem mencionar o risco de erros humanos que levam a outros problemas, como vendas excessivas, por exemplo. Assim, a implementação de um sistema de gerenciamento de estoque para automatizar esse processo resulta em mais eficiência. 

 

O gerenciamento de estoque permite que você acompanhe seus níveis em todos os locais do armazém e em todas as etapas do ciclo (estoque físico disponível, estoque solicitado a fornecedores e estoque registrado em pedidos em aberto), garantindo de que nunca fique sem um produto. Ao mesmo tempo, pode ajudar a evitar o excesso e a falta de estoque ao prever a demanda com base nos dados de consumo. A gestão também ajuda você a processar pedidos com mais rapidez e eficiência, o que pode economizar tempo e dinheiro.

 

Para isso, o uso de tecnologias como o Radio Frequency Identification (RFID) é fundamental. RFID é uma tecnologia baseada em ondas de rádio usada para monitorar o estoque e o inventário. As etiquetas RFID diferem dos códigos de barras porque os chips de rastreamento não precisam estar alinhados com os leitores de código de barras para retornar os dados. Isso os torna mais úteis para os operadores que tentam encontrar estoque de maneira rápida e fácil. O principal benefício de eficiência, assim, vem do tempo reduzido para medir os dados de um determinado item de estoque.

2 - Armazém com localização estratégica

Um dos desafios logísticos para empresas está em ações como embalar, enviar e armazenar itens de maneira eficiente que melhor beneficie sua operação. Um dos principais fatores que dificulta o bom andamento de um negócio é a falta de espaço de armazenamento, bem como a localização do armazém em relação às instalações de distribuição.

 

Muitas vezes, a necessidade de mais espaço de armazenamento leva algumas empresas a tomar a decisão de construir novas áreas para armazéns ou alugar o espaço de armazenamento necessário que possibilite acomodar todo seu crescimento. Há também momentos em que o armazém e as instalações de distribuição não estão no mesmo local e, quando isso ocorre, dificulta o bom andamento de um negócio.

 

Portanto, ter um armazém com localização estratégica é de suma importância para disponibilizar as mercadorias sempre que necessário ou exigido pelos clientes, facilitando também o atendimento. O envio e o recebimento de mercadorias ficam mais rápidos e mais baratos, pois as rotas são facilitadas. Além disso, um armazém bem localizado e próximo aos pólos industriais importantes facilita o acesso à mão de obra qualificada e treinada.

3 - Movimentação segura de carga

A segurança na movimentação de uma carga deve ser sempre uma preocupação para toda operação logística que queira ser eficiente e menos custosa. Isso porque é uma segurança eficaz da carga que não só evita que as mercadorias caiam ou sejam danificadas, gerando perdas e colocando a saúde de profissionais em risco, como também economiza dinheiro, garantindo que as mercadorias sejam movimentadas com segurança e cheguem ao seu destino sem danos.

 

Sendo assim, o carregamento e o descarregamento de cargas, assim como toda movimentação de mercadorias, é um processo perigoso que pode causar ferimentos graves ou até fatais aos trabalhadores do armazém e de transporte se não for realizado com cuidado. Em portos, por exemplo, as docas muitas vezes podem ficar congestionadas, apertadas e ocupadas, o que possibilita que muitas coisas possam dar errado. Por isso, a segurança deve sempre ser a principal prioridade para os gerentes e os funcionários do armazém.

 

Pode não parecer, mas muitos danos à mercadorias ou mesmo acidentes são frutos de falta de comunicação. Lesões fatais e graves geralmente não “simplesmente acontecem”. Geralmente, há alguns pequenos incidentes e quase acidentes que antecedem os reais problemas. Portanto, estar atento e relatar esses erros pode ajudar a evitar uma situação mais séria no futuro.

 

O estudo das mercadorias a serem transportadas e movimentadas deve, em primeiro lugar, passar pela escolha de uma embalagem adequada, utilizando os materiais necessários e tendo o tamanho adequado. O pacote se tornará, portanto, a principal proteção da mercadoria e a primeira barreira contra os perigos do ciclo de distribuição: ele pode evitar danos por compressão (se a mercadoria for empilhada em trânsito ou armazenada), furos, rupturas, danos por contaminação ou danos ambientais, entre outros.

 

O transporte em paletes, por exemplo, permite fácil manuseio das unidades de carga para um transporte e manuseio adequados. Portanto, obter um palete estável é essencial para garantir uma carga estável durante o transporte. Da mesma forma, o meio de transporte selecionado e suas condições determinam em grande parte as ferramentas que serão necessárias para garantir a segurança.

4 - Rotas e segurança no transporte

Um dos processos mais delicados quando pensamos em logística é o transporte. Dessa forma, um correto planejamento de rotas para verificar qual rota é mais econômica e segura ao se deslocar de um lugar para outro é fator determinante. Existem muitos desafios de transporte no setor de entrega e vários fatores podem causar atrasos, resultando em serviços ruins e reclamações de clientes. 

 

Como informado no começo deste artigo, os custos de transporte e combustível podem ser altos e as empresas precisam encontrar novas maneiras de serem mais eficientes. Há também o cuidado na contratação de motoristas, o que significa que o atendimento de algumas demandas pode ser mais custoso e demorado. Existem hoje mais tipos de entrega, o que fez com que mais clientes também esperassem entregas mais rápidas ou até no dia seguinte, potencializando ainda mais o desafio do transporte das mercadorias. 

 

Um cuidado e atenção dedicados ao transporte, portanto, permite mais agilidade e segurança. Ao fornecer prazos de entrega mais precisos e janelas mais estreitas, sua empresa pode atender às expectativas do cliente. Ao melhorar seu atendimento ao cliente, você receberá críticas e referências positivas. Não só isso, como um correto planejamento de rotas também monitora a eficiência de combustível para que você possa reduzir custos. 

 

Para isso, é preciso encontrar as rotas mais econômicas para que você possa realmente otimizar as viagens de forma geral. Estes incluem análise de dados como prazos de entrega, atrasos, custos de combustível, tempo médio e custo de entrega. Da mesma maneira, manter seus motoristas seguros e sob supervisão monitorando em tempo real seu desempenho é imprescindível. Isso garante que cada motorista esteja seguindo os regulamentos e o cronograma correto, monitorando também sua a segurança e condução.

5 - Tecnologia em todas as etapas

Hoje, a tecnologia é intrínseca à logística, servindo de suporte para o desenvolvimento de novas estratégias. Com o apoio das ferramentas tecnológicas desenvolvidas, o mercado pode criar expectativas quanto à eficiência e agilidade na qualidade dos processos, principalmente em relação ao controle logístico.

 

Ou seja, o papel da tecnologia nesta área deixou de ser apenas uma opção, sendo fundamental para empresas que pretendem oferecer um diferencial competitivo dentro do mercado. Por meio do uso de tecnologia no controle logístico, é possível gerar uma maior quantidade de dados e informações de forma muito mais ágil, confiável e segura, permitindo um processo mais robusto e de total eficiência na tomada de decisões.

 

Assim, o uso de tecnologia na cadeia de suprimentos conecta dados anteriormente isolados. Quando seções distintas de sua cadeia de suprimentos (como indivíduos, sistemas de software ou parceiros comerciais externos) não trocam informações de maneira consistente, confiável e repetível, você tem um silo de informações. Quando funções e departamentos dentro de uma corporação (vendas, produção, distribuição e assim por diante) não se comunicam e trocam informações, podem se formar gargalos que resultam em previsões imprecisas, execuções falhas e tempos de reação mais longos.

 

Frente a tantas demandas que necessitam de conhecimento especializado, contar com um provedor logístico hoje é uma forma de aumentar a eficiência em todas as etapas da cadeia de suprimentos. A Vendemmia, por exemplo, é a única do setor que consegue operar por meio do 4PL (logística integrada) com estruturas próprias, ou seja, importação, armazém, transportadora próprias, maximizando os ganhos dessa cadeia por meio de benefícios tributários, financeiros, aduaneiros e tecnológicos.

 

Isso também pelo fato de possuir contatos que, além de toda a experiência no segmento, possibilita garantir aos seus clientes que os problemas sejam resolvidos de forma eficiente, seja para viabilizar espaço em navios mesmo com a alta demanda, seja com soluções tecnológicas que facilitam a cadeia logística, como a plataforma digital criada pela empresa. 

 

Além disso, seus armazéns próprios garantem melhor rota, rapidez e alta tecnologia na gestão da armazenagem. Isso é feito por meio de uma plataforma digital própria, o Vendemmia Analytics.  É nela que a empresa concentra agora todas as informações logísticas dos processos contratados, além de permitir a comunicação rápida com os clientes e acompanhamento em tempo real de todo o fluxo em um único lugar. 


Leia mais assuntos: